Programa I&D da Batalha



A tecnologia de detecção remota permite novas abordagens na investigação de alguns dos problemas históricos mais relevantes do Mosteiro da Batalha.

Uma equipa integrada por investigadores das Universidades de Aveiro e de Coimbra e da <b>iDryas/Morph</b> tem vindo a executar uma série de inspecções geofísicas no Mosteiro da Batalha com vista a produzir dados capazes de contribuir para o conhecimento do Mosteiro e da sua história.
Os trabalhos realizados resultam sempre da busca de respostas objectivas às questões colocadas pelos investigadores da área da História e Arqueologia, obrigando frequentemente ao desenvolvimento ou adaptação de tecnologias.
Em consequência, a panóplia de métodos geofísicos utilizados neste programa de investigação incluí já: Resistividade eléctrica 2d e 3d, Georradar, Sísmica de refracção, Tomografia sísmica e TEM.
Aplicadas à inspecção de paredes, colunas e do subsolo do edifício, estes métodos têm produzido dados novos sobre a técnica e opções de construção do edifício e sobre as suas actuais condições de preservação e patologias, mas também sobre alguns dos mais relevantes eventos da Historia política de Portugal aqui ocorridos, nomeadamente através da detecção de túmulos hoje inacessíveis.
Este esforço de investigação, assumido pela Morph e por aquelas duas Universidades continuará ainda durante os próximos anos a permitir novas fases de inspecção do Mosteiro da Batalha.



Arquivo de Notícias