Mestrado: Pinhel Medieval



Para uma tese de mestrado em curso no Departamento de Ciências da Vida da Universidade de Coimbra, Carla Ribeiro prepara o estudo paleobiológico dos esqueletos escavados em Pinhel.

No âmbito da dissertação de Mestrado em Evolução e Biologia Humanas, Carla Ribeiro, está a fazer a preparação do material osteológico humano exumado de quatro necrópoles de Pinhel durante o ano de 2006.

Os trabalhos de campo decorreram em quatro áreas distintas do Centro Histórico de Pinhel: Adro da Igreja de Santa Maria do Castelo, Largo de São Martinho, Largo de Santiago e Rua Silva Gouveia. Nas áreas intervencionadas foram reconhecidos níveis arqueológicos preservados relacionados com a utilização desses espaços como local de enterramento relacionados com templos ainda existentes – como no caso das sondagens realizadas no adro da igreja de Santa Maria do Castelo – ou com igrejas já desaparecidas – como aconteceu nos restantes casos.

A dissertação de mestrado tem como objectivo caracterizar a população medieval/moderna de Pinhel através de uma análise paleoantropológica dos restos humanos recuperados. Com esta abordagem biocultural pretende-se aceder quer à vida, quer à morte desses indivíduos. O modo como foram enterrados e o local fornecem pistas acerca das crenças e da forma de encarar a morte. Um estudo das características biológicas dos esqueletos, como a idade a que faleceram, o sexo, as lesões ósseas ou até mesmo a estatura fornece informações preciosas sobre como era cada indivíduo em vida, como foi o seu processo de crescimento, as doenças de que padeceu. Por fim, o conjunto destes dados para todos os indivíduos permite traçar os perfis demográfico e epidemiológico daquelas populações.



Arquivo de Notícias