Aula Mega-Osteology



“Late Neolithic / Chalcolithic colective tombs: an archaeothanatological view” foi o título da última aula apresentada por uma investigadora da iDryas no programa Mega-Osteology_2012 patrocionado pelo Archaeological Institute of America.

Estando já na recta final o Annual Mega-Osteology from the Neolithic Tombs of Lisbon(LINK), organizado por Rui Boaventura da associação Portanta – Archaeological Opportunities in Portugal (LINK), foi ontem apresentada no Museu Nacional de Arqueologia a última aula deste programa, dedicada à exploração em campo do registo dos sepulcros colectivos do 4º e 3º milénio a.C.

Evocando a experiência das oito alunas que agora concluem uma etapa do estudo de um sepulcro colectivo escavado já há várias décadas e com métodos de recolha e registo que dificultam a leitura das práticas e gestos funerários, Maria João Neves apresentou detalhadamente o Protocolo de recuperação de vestígios osteológicos da iDryas, que aporta uma perspectiva dinâmica à interpretação funerária, ao fundamentar-se nos conceitos-chave da Estratificação e da Arqueotanatologia.

Os resultados até agora obtidos com esta metodologia comprovam que a escavação de sepulcros colectivos orientada por estes príncipios e fazendo uso de tecnologia de ponta na documentação do registo arqueológico – SIG, Imagens 3D e Geofísica – é traduzida num incremento da capacidade dos investigadores de ler e decifrar os gestos funerários do passado.



Arquivo de Notícias