2º Encontros do Castelo



Uma equipa iDryas apresentará no próximo dia 30 de Junho os resultados dos trabalhos de prospecção geofísica realizados na zona ribeirinha do Castelo de Crestuma, realizados em 2012, no âmbito dos 2º Encontros do Castelo.

Estes Encontros, promovidos pela equipa científica responsável pela escavação do sítio do Castelo e organizados pelo GHAP /Confraria Queirosiana e pela Águas e Parque Biológico de Gaia, EEM, que contam ainda com o apoio da Junta de Freguesia de Crestuma e do Clube Náutico de Crestuma, visam realizar a divulgação pública dos resultados científicos progressivamente obtidos pelos trabalhos do projecto de investigação arqueológica em curso naquele sítio (“Castr’uima”).

Esta edição de 2012 dos Encontros do Castelo (LINK) iniciar-se-á com uma intervenção do Director do Parque Biológico de Gaia, orientada para o enquadramento da Arqueologia e do património histórico no âmbito mais abrangente do Parque, a que se segue: a comunicação de fundo da equipa do Castr’uima acerca dos resultados de 2011 e expectativas da campanha de 2012; uma comunicação relativa à modelização tridimensional e interpretação arqueológica em Crestuma (P. Lima); e a comunicação iDryas: “Reconhecimento geofísico por GPR em Crestuma”.

Esta comunicação apresenta os trabalhos realizados em 2011, no quadro de umacolaboração científica com o Dep. de Geociências da Universidade de Aveiro, através do Prof. Fernando Almeida. Os trabalhos realizados consistiram na cobertura por georradarde uma área bastante consequente da zona ribeirinha da encosta do Castelo sobre o Douro, parcialmente já em zona de alagamento intertidal.

A análise dos radargramas obtidos nos trabalhos de prospecção por GPR permitiu identificar a geometria da estratificação subjacente no local, bem assim como definir um conjunto de anomalias electro-magnéticas, pontuais e alinhadas, provavelmente relacionadas com estruturas enterradas.

Consistindo este num projecto de verdadeira colaboração interdisciplinar, no qual a iDryas participa com as suas competências específicas na área da prospecção geofísica, mas enquadrada pela coordenação científica do projecto, todos os resultados já obtidos e interpretações preliminares propostas serão objecto de confirmação/infirmação objectiva e reapreciação durante a intervenção de escavação arqueológica de 2012, graças ao acompanhamento dos trabalhos pela equipa de Geofísica.


veja mais fotografias aqui



Arquivo de Notícias