Gravuras do Madeira



Entrou em fase de conclusão o trabalho de processamento dos dados do vasto projecto de modelação digital dos sítios de arte rupestre localizados na área da Usina Hidreléctrica de Santo António.

No quadro da intervenção de minimização de impactos ambientais da Usina Hidreléctrica de Santo António (Porto Velho, Rondônia, Brasil) a Dryas colaborou com a Scientia, Consultoria Científica, Ltda. no estudo e registo dos sítios de arte rupestre identificados na área de influência do projecto.

A responsabilidade da Dryas neste projecto consistiu na documentação dos pedrais gravados através de técnicas de modelização digital, a fim de garantir a realização dos objectivos de preservação da memória daqueles locais com a tecnologia mais avançada existente actualmente.

Este foi um trabalho pioneiro no Brasil, introduzindo a utilização combinada de laser scanning e fotogrametria activa para produzir modelos digitais escalados e rigorosos dos sítios de arte rupestre, permitindo a sua exploração subsequente tanto para fins de investigação científica, como de divulgação patrimonial.

A complexidade dos trabalhos realizados e, sobretudo, volume de informação adquirida no terreno (5 sítios rupestres, documentados com um total de 400 varrimentos laser e 3000 aquisições fotogramétricas) exigiu um longo e aturado trabalho de processamento dos dados, limpeza e depuração dos modelos e integração de dados laser e fotogramétricos que agora chega na sua recta final.

Os resultados deste trabalho, que já foram objecto de publicação científica parcial no Boletim do Museu Goeldi (Belém do Pará, Brasil) demonstram o potencial ímpar destas técnicas de modelação digital para a documentação de arte rupestre.



Arquivo de Notícias