Baixinha de Coimbra



No âmbito da implementação do projecto Metro Mondego, em Coimbra, a Dryas tem em curso uma intervenção de escavação arqueológica na zona da Baixinha.

Os trabalhos decorrem desde final de Fevereiro de 2013, e têm como objectivo avaliar o potencial arqueológico das áreas afectas ao projecto de implementação daquele projecto, e recuperar informação arqueológica que permita compreender a forma como esta zona da cidade foi ocupada ao longo do tempo. Serão intervencionados cerca de 500m2 de área até uma cota máxima de 2 metros de profundidade.

A área em intervenção corresponde ao espaço entre a Rua Direita e o Largo das Olarias, zona já anteriormente alvo de trabalhos de avaliação arqueológica, dos quais resultou o reconhecimento de diversas estruturas relacionadas com construções datadas dos séculos XVII, XVIII, XIX e XX. A grande diversidade estruturas e a sua continua sobreposição o longo do tempo, são demonstrativas da intensa ocupação deste espaço e da sua continua adaptação às intempéries do Mondego, às progressivas exigências da vida urbana e das populações que aqui habitavam. 

Para além de edifícios de habitação, esta zona albergou um conjunto significativo deunidades de produção cerâmica - industria com grande relevância na história económica da cidade entre os séculos XVI e XX – cujos vestígios têm sido evidenciados durante trabalhos arqueológicos que aqui se desenvolvem desde 2005. Para além de quantidades significativas de materiais cerâmicos com evidencias de se tratarem de erros de produção descartados, as intervenções de sondagem arqueológica revelaram vestígios de edifícios relacionados com esta industria. 



Arquivo de Notícias